Absurdo em Zé Doca: vereadores aprovam leis em sessão secreta

Segundo o presidente do SINDSEP, Márcio Falcão “os vereadores de ZÉ DOCA aliados do deputado Josimar de Maranhãozinho que governa o município com mão de ferro, em sessão secreta os legisladores aprovaram alterações no estatuto do servidor público, plano de cargos da educação e plano de cargos dos agentes de saúde e endemias tirando conquistas de décadas de luta” disse ele.

Dentre as alterações podemos destacar:

*Retirada do direito de auxílio natalidade que permite que o servidor tenha um auxílio financeiro em caso do nascimento de um filho.

*Proibição de criar sindicatos.

*Retirada de percentuais de aumento no salário dos Servidores como adicional noturno para vigias entre outros benefícios de valorização salarial conquistados com muita luta pelos servidores nas últimas décadas.

*Retirada do direito aos percentuais por formação superior para quem tem duas portarias no município.

*Redução em quase pela metade do teto máximo salarial que um servidor público da educação poderia ganhar no município.

*Para ter direito a licença prêmio o servidor agora não poderá ter uma única falta mesmo que justificada no período de 5 anos.

*Legalização do desvio de função.

*Proibido incitação à greve.

*O servidor pode ser transferido para qualquer outro local de trabalho a qualquer período por conveniência da prefeitura, inclusive um concursado da zona urbana para a rural.

Entre outras alterações que trazem enorme prejuízo aos trabalhadores municipais, que, aliás, vão contra a Constituição Federal. Um verdadeiro golpe ao direito do servidor.

Não bastasse tudo isso, a prefeitura ainda impõe perseguição a todos aqueles que se propõem a ser contra seu regime ditatorial.

Como por exemplo perseguindo, advertindo e até suspendendo por até 15 dias servidores que foram às escolas de preto em luto para protestar contra todas as alterações em seus direitos.

Servidores que foram a sessão da leitura da ata que constava as mudanças foram punidos com transferências.

Ditadura?

 

Siga-nos nas Redes Sociais